O LEGADO PURITANO

O puritanismo foi um movimento de pensamento cristão desenvolvida na Inglaterra no século XVII por uma comunidade de protestantes radicais depois da Reforma. Segundo o pensador francês Alexis de Tocqueville, em seu livro "A Democracia na América", trata-se tanto de uma teoria com viés político como teológico.

Gostaríamos de falar sobre a herança que os Puritanos nos deixaram, o seu legado para os dias de hoje. Este movimento chamado "puritanismo" se deveu à ênfase sobre a santidade da vocação de cada pessoa. Ao invés de simplesmente distribuir recursos com as pessoas pobres, os Puritanos organizaram sociedades e sistemas, que pudessem ajudar estas pessoas a aprender uma vocação. Eles diziam às pessoas pobres que elas haviam sido criadas à imagem de Deus tanto quanto o Rei, e que o sangue de Jesus tinha sido derramado por todo tipo de pessoas. Que eles haviam sido chamados para servir a Deus em suas vidas de acordo com o propósito de Deus. Diziam às pessoas que, quando alguém está varrendo um quarto de forma responsável, está ajudando a avançar o Reino de Deus tanto quanto um grande pregador. Com este tipo de pregação, os pobres começaram a sentir um novo senso de dignidade e começaram a desenvolver os talentos que Deus lhes havia concedido em favor da Inglaterra.

Os roubos, os crimes, e a violência caíram tremendamente de nível neste período. Os Puritanos organizaram vários tipos de sociedades voluntárias para dar treinamento e qualificação aos pobres, além de estudiosos para ajudar aos jovens a fundar hospitais de caridade. Tudo isso tinha apenas um propósito: todas as pessoas, sejam ricas ou pobres, podem viver para a glória de Deus.

O conjunto de idéias que chegou a ser chamada de ‘O Puritanismo' era uma filosofia de vida, uma atitude com relação ao universo, que de forma nenhuma deixava de lado os interesses da vida secular. O Puritanismo no século XVII não era, no sentido mais estrito, limitado à religião e a moral. A ciência, a história e outras disciplinas, não foram deixadas de lado por eles.
Os Puritanos se tornaram distintos de muitos outros evangélicos exatamente por esta visão. Muitos evangélicos fazem uma diferença radical entre aquilo que é sagrado, espiritual, e o que não é espiritual, o que é secular. Muitos crentes não conseguem aplicar os princípios que ouviram na Igreja aos domingos, à vida no lar e no trabalho.

Isso era exatamente o que acontecia na Igreja Católica na Idade Média. Havia uma dicotomia profunda entre aquilo que era eclesiástico (o que era sacerdotal) e o que era comum, o que era dos leigos. Esta dicotomia tem retornado de forma diferente à nossa sociedade. É por isso que nós precisamos escutar o que os Puritanos têm a nos dizer, porque eles rejeitaram de forma absoluta qualquer distinção entre este s dois aspectos, ou seja, entre o que é sagrado e o que é secular.

“Existe uma diferença entre lavar pratos e pregar a Palavra de Deus, mas no que se refere a agradar a Deus, não existe qualquer diferença entre estas duas coisas”.William Tyndale
Vejamos o que disse William Tyndale, um dos tradutores da Bíblia para o inglês, e antecessor dos Puritanos que chegou a ser martirizado por causa do seu trabalho. Ele disse: “Existe uma diferença entre lavar pratos e pregar a Palavra de Deus, mas no que se refere a agradar a Deus, não existe qualquer diferença entre estas duas coisas”. O grande teólogo puritano William Perkins disse o seguinte: “A obra do pastor em pastorear as suas ovelhas é um trabalho tão bom diante de Deus quanto a atitude ou o trabalho de um juiz em passar uma sentença, ou um magistrado em fazer um julgamento ou de um pregador em sua pregação”.

"Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus" 1 Co 10:31

Extraído e adaptado de Fontes:
http://www.monergismo.com/textos/puritanos/puritanismo_augustus.htm
http://www.miltonrossani.com.br/reformaprotestante.htm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatísticas alarmantes sobre o comportamento evangélico

Biblia "The Word"

RESILIENCIA - UMA QUALIDADE FUNDAMENTAL NA VIDA CRISTA