OS DOIS REINOS

“No princípio criou Deus os céus e a terra. Gn1:1”


Este Texto deixa claro que Deus criou dois reinos; o reino dos céus e o reino da terra. Ambos governados por Deus e regidos por seu séquito (Anjos, Arcanjos, Querubins, Serafins, Anciãos, seres viventes e outros). Vejamos então o versículo 2 de Gênesis:


“A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. Gn 1:2”


Entre os versículos um e dois de Gênesis muitas eras se passaram. Estudiosos bíblicos crêem que a criação original de Deus incluindo os céus e a terra foram consumadas no verso um e a partir do dois temos a recriação ou restauração de Deus. Por que afirmam isso? há pelo menos quatro argumentos:


  1. A terra era sem forma, vazia, com trevas e um com um abismo. Esta é a descrição do caos. Deus não pode criar nada que seja um caos (Is. 45:18 e 38:4-7), não condiz com seu caráter;
  2. Toda vez que as palavra sem forma e vazio são usadas juntas no Velho Testamento elas denotam o resultado de julgamento (Jr. 4:23, Is 24:1 e Is. 34:11);
  3. Deus é luz e não poderia criar algo para existir em trevas. Trevas são símbolo de juízo de Deus (Ex. 10:21-22, Ap. 16:10);
  4. A mesma palavra “era” usada aqui é traduzida como "tornou-se" em outros lugares como Gênesis 19:26. Lá se diz que a mulher de converteu-se numa estátua de sal, ou tornou-se. Podemos dizer então que o versículo seria melhor entendido se fosse: “a terra, porém, tornou-se sem forma e vazia.”
Baseado nestes argumentos podemos dizer que algo terrível aconteceu entre os versos um e dois de Gênesis capítulo 1. O único evento que pode explicar isso é a queda de Sátanas, o Diabo.
A rebelião de Lúcifer está implícita entre os versos 1 e 2. Ezequiel 28:11-19 e Isaías 14:12-15 relatam a queda de Lúcifer.
Diante do exposto, passamos a compreender melhor o processo de recriação da terra por Deus culminando com a criação do homem. Quando Deus terminou o processo de recriação Ele precisava de alguém que pudesse representá-lo no reino da terra, por isto, Ele criou o homem com este propósito:


“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra”. Gn 1:26

Isto fica claro quando diz “domine ele sobre”, ou seja, o homem é um representante de Deus na terra. Só que neste mesmo versículo podemos observar outra característica do homem, ser “à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”, isto é, o homem como expressão de Deus na terra, compartilhando sua natureza divina. Em resumo, podemos afirmar que o homem foi criado por Deus para REPRESENTAR E EXPRESSAR, são dois propósitos. (Reis e Sacerdotes – Ex 19:6, Ap 1:6 ; 20:6).

Mas qual então finalidade do Éden? Diante deste contexto não é difícil descobrir? Veja bem, vamos relembrar a cronologia desde o inicio:

  1. DEUS CRIOU OS CÉUS – REINO DOS CÉUS;
  2. DEUS CRIOU A TERRA – REINO DA TERRA;
  3. SATANÁS SE CORROMPEU LEVANDO CONSIGO UMA TERÇA PARTE DOS SERES QUE GOVERNAVAM O REINO DOS CÉUS
  4. DEUS EXPULSA-OS DO REINO DOS CÉUS LANÇADO-OS PARA O REINO DA TERRA;
  5. SUA QUEDA TROUXE CAOS, DESORDEM E TREVAS PARA A TERRA;
  6. DEUS REFAZ O REINO DA TERRA;
  7. DEUS CRIA O HOMEM A FIM DE REPRESENTÁ-LO E EXPRESSÁ-LO NO REINO DA TERRA;
  8. DEUS PLANTA UM JARDIM EM UMA REGIÃO CHAMADA DE DELICIAS (ÉDEN).

O fato de Deus ter posto o homem em um jardim faz sentido quando Ele ordena que seu representante se multiplicasse povoando assim toda a terra, ou seja, a intenção de Deus é que o homem, com seus descendentes, alargassem as fronteiras deste jardim até o limite de encher toda a terra, em outras palavras, o homem levaria por todo o mundo a vida contida neste jardim de Deus transformando o que sobrara do caos na terra em um lindo jardim com sua vasta riqueza em fauna e flora.

Como sabemos o homem abortou este projeto de Deus, seu primeiro erro foi o de tolerar a presença da serpente no Jardim, Adão deveria ter expulsado a serpente do Éden, mas não o fez, não exerceu sua missão de representante máximo de Deus neste reino recriado.

A historia não pára por aí, novamente, Deus faz novos planos, só que desta vez é diferente, primeiro Deus planeja a restauração do homem, para que este, uma vez restaurado, pudesse dar continuidade ao projeto inicial de Deus. (Este retorno da função original que o homem tinha no Éden se dará por completo no futuro, no milênio)

Como se daria então o processo de restauração do homem? simples, do mesmo modo que Deus restaurou a terra, em seis dias! Assim como o reino da terra foi restaurada em seis dias, o tempo de restauração humana se dará em 6 dias (ou, seis mil anos), lembro-se que Jesus ficou crucificado por 6 horas (Mc15:25;34). Para a plena restauração do homem Deus teve que tornar-se à imagem e semelhança dos homens para resgatar sua imagem original , ou seja, resgatar o sacerdócio do homem, para dar lhe novamente sua posição como governante de Deus na terra, e o fez através de Jesus de Nazaré. Jesus compartilhava de duas naturezas (divina e humana), e como Deus ele trazia para a terra REINO DOS CÉUS, como homem, Ele unifica, ou seja, prepara a NOVA raça humana para o REINO DE DEUS na terra, esta foi a ÚNICA mensagem de Jesus aos homens....

"Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado a vós REINO DOS CÉUS". Mt 4:17

"Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo quanto Jesus começou a fazer e ensinar, até o dia em que foi levado para cima, depois de haver dado mandamento, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; aos quais também, depois de haver padecido, se apresentou vivo, com muitas provas infalíveis, aparecendo-lhes por espaço de quarenta dias, e lhes falando das coisas concernentes ao REINO DE DEUS". At 1:1-3

Jesus não é foi e nem é um líder religioso, Ele não é um simples profeta, um político, um estadista, um rabino, um sábio ou algum mestre. Jesus não veio instituir ou criar uma nova religião, Jesus nunca teve a intenção de criar o Cristianismo. ELE VEIO TRAZER O REINO DOS CÉUS ATÉ A TERRA A FIM DE QUE DEUS SEJA TUDO EM TODOS, E ESTE REINO TRIUNFARÁ SOBRE SATANÁS, SOBRE OS REINOS DA TERRA, ENFIM, SOBRE TODOS OS SEUS INIMIGOS, E QUE SEUS SÚDITOS PROCLAMEM, VENHA O TEU REINO!

“E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, porque tens tomado o teu grande poder, e começaste a reinar. Iraram-se, na verdade, as nações; então veio a tua ira, e o tempo de serem julgados os mortos, e o tempo de dares recompensa aos teus servos, os profetas, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra”Ap 11:15-18.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatísticas alarmantes sobre o comportamento evangélico

Biblia "The Word"

RESILIENCIA - UMA QUALIDADE FUNDAMENTAL NA VIDA CRISTA