Qual o significado de um abraço?


Abraço, qual ser humano jamais experimentou este simples gesto? Um gesto mudo que é tão cheio de sentimentos, e que muitas vezes falam mais que mil palavras. Abraçar assim como beijar, é uma linguagem universal que tem vários significados e dependendo da cultura tem muitos sentidos. Não importa a idade, raça, religião ou cultura, abraçar alguém é sempre bom! principalmente àqueles que amamos. Abraçamos muitas pessoas diariamente, o cônjuge, os filhos, os pais, parentes, irmãos da mesma fé, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, pessoas que acabamos de conhecer, enfim, abraçamos muito e durante toda nossa vida. Mas qual o verdadeiro significado de um abraço?


Abraçar no dicionário Aurélio é o mesmo que apertar com as mãos, ou seja, peito com peito, pescoço encostado no outro pescoço e os braços entrelaçados pelas costas num forte aperto.
Quando abraçamos seria como se dizer à outra pessoa: “você é especial para mim, eu te valorizo, eu amo você”. Quando damos um abraço bem apertado em alguém conseguimos demonstrar todo nosso entusiasmo, nossa alegria, nosso afeto e consideração. Também pode significar: “meu coração sente o pulsar do teu coração, logo somos um, e entre nós não há diferenças”.
Há vários significados para o abraço, há abraços que demonstram carinho, amor, respeito, saudade, perdão, desculpas, paixão, solidariedade, condolências, dor, sofrimento, alegria, companheirismo, gratidão, enfim, um simples, verdadeiro e caloroso abraço pode dizer muitas coisas.


A Bíblia está repleta de explicações para este gesto tão comum em nosso dia-a-dia, e que muitas vezes não percebemos a sua importância.


“... tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar” Eclesiastes 3.5b



Há momentos que gostaríamos de estar ao lado de certas pessoas mas somos impedidos, talvez pela distância, outras vezes não nos sobram tempo devido às tarefas diárias, e em muitos casos porque elas já faleceram. Então sentimos um aperto forte em nossos corações desejando ardentemente dar um forte e duradouro abraço nessas pessoas, e esse desejo tão forte de laçar com os braços a pessoa contra nosso peito é totalmente inconsciente, estamos programados para fazer isso, somos seres que sentem vontade de abraçar e ser abraçado, “somos carentes de abraços!”. Creio que o abraço é tão essencial na formação de nossa personalidade quanto o alimento é para o corpo.



Mas a Bíblia diz que na vida, às vezes, temos que ficar distantes daqueles que gostaríamos de abraçar, “há tempo de abraçar e há tempo de afastar-se do abraço” Ec 3.5.


Isso faz parte da vida, e se você caro leitor(a), está sentindo a dor da saudade, e não há remédio que alivie, por favor, espere em Deus, confie nele que em breve ouvirá e atenderá o desejo de sua alma, e se neste exato momento você estiver precisando de um forte e caloroso abraço procure alguém ao seu lado, mas não deixe de sentir o calor de um abraço, na verdade, “o abraço de um justo pode muito em seus efeitos”.


“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” Salmo 46.1



A bíblia tem diversas passagem em que pessoas se abraçam. Há abraços que demonstram saudades, outros só de felicidade pelas conquistas, há abraços de pai para filho, de irmãos, há abraços de perdão e de carinho, abraços de consideração e outros de adoração a Deus.



* * *



  • Abraço de saudades

“Então se lançou ao pescoço de Benjamim seu irmão, e chorou; e Benjamim chorou também abraçado com ele. . . Então José aprontou o seu carro, e subiu ao encontro de Israel, seu pai, a Gósen; e tendo-se-lhe apresentado, lançou-se ao seu pescoço, e chorou sobre o seu pescoço longo tempo” Gn 45.14,29


Na bíblia, “lançar-se ao pescoço” é o mesmo que abraçar, e nesta primeira passagem vemos José reencontrando seus irmãos e seu pai após anos sem se verem. Alguém deve perguntar: “quanto tempo deve durar um abraço?”, talvez o tempo que for necessário para matar toda a saudade! o abraço entre o pai Jacó e o filho José durou um “longo tempo”. É engraçado notar, quando temos saudade de alguém imaginamos ficar abraçado com essa pessoa por muito tempo, a duração de um abraço demonstra a intensidade da saudade.



* * *



  • Abraço de estranhos

“E aconteceu que, ouvindo Labão as novas de Jacó, filho de sua irmã, correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e beijou-o, e levou-o à sua casa; e ele contou a Labão todas estas coisas”. Gênesis 29.13


Até parece cena de cinema, tio e sobrinho se encontrando pela primeira vez, duas pessoas que nunca se viram mas que estavam ligados pelo passado, havia um afeto mesmo quando nunca tinham se visto, e este primeiro encontro é marcado por um belo abraço.



Outra coisa importante é o que acontece antes e depois do abraço, primeiro aquela corrida ao encontro (como a gente vê na TV), depois o beijo e por fim, a hospitalidade. Há... como é importante demonstrarmos àqueles que amamos todo nosso sentimento e paixão.


Quantos de nós passamos a vida inteira sem demonstrar um simples gesto de ternura ou afeto, quantas vezes demonstramos insensibilidade, somos pessoas fechadas, amarguradas e doentes da alma, carentes de amor, e sentimos dificuldade em demonstrar esse amor até mesmo através de um simples abraço. Jesus disse que o egoísmo e o orgulho em nossos corações nos impedem de demonstrar o amor: “E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará” (Mateus 24.12).


Há muitos mesmo dentro das Igrejas que já perderam sua alma (ver Mateus 16.26). Pessoas que perderam a alma são pessoas que não conseguem sorrir, não conseguem amar e nem se sentir amadas, não confiam em ninguém, sentem-se perseguidas e incompreendidas, são pessoas que sentem um grande vazio em seus corações por não viverem bem em determinados grupos. Que o amor de Deus venha ser nosso guia ao travarmos relacionamentos.


* * *


  • Abraço de reconciliação

“Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e choraram”. Gênesis 33.4



Aqui vemos o reencontro de dois irmão que por anos não se viam e nem se falavam. Este é um dos abraços mais marcantes da bíblia, pois retrata a reconciliação, o perdão e a cura emocional. De um lado estava Jacó, que tanto enganara a seu irmão no passado, e do outro lado Esaú que durante anos alimentara grande ódio contra seu irmão (“Passou Esaú a odiar a Jacó ...”Gn 27.41). Mas depois de anos, e já maduros, se encontram em umas das narrações mais belas sobre perdão.


Nesta passagem podemos entender que tanto o pedido de perdão quanto o ato de perdoar não necessitam de palavras, e que um simples e verdadeiro abraço pode perfeitamente substituir palavras.


Quando Jacó abraçava seu irmão é como se estivesse dizendo: Me perdoe meu irmão, errei e peço teu perdão”, do mesmo modo Esaú, ao abraçar Jacó estava transmitindo o seguinte: “O que vivemos no passado é irrelevante para mim hoje, eu te perdôo meu irmão”. Este belo abraço foi selado com beijos e marcado com choro, o que significa cura interior de ambos.


Querido leitor(a), será que já resolvemos todos os conflitos do passado? será que não necessitamos de cura? Muitas vezes espiritualizamos a cura através de orações ou até de choros, e omitimos a idéia de que para recebermos cura completa necessitamos de um reencontro com a(s) pessoa(s). E o abraço tem papel importante na cura de traumas do passado.



* * *



  • Abraço de honra


“Então houve grande pranto entre todos e, lançando-se ao pescoço de Paulo afetuosamente, beijavam-no”. Atos 20.37


Nesta ocasião o apóstolo Paulo despede-se de seus discípulos, que eram pastores da igreja de Éfeso, e estes abraços demonstravam o quanto Paulo era amado, honrado e prestigiado como líder e como companheiro de ministério. Quantos lideres espirituais da igreja de hoje não são honrados por seus liderados, mas não podemos esquecer que toda essa honraria era uma resposta à devoção e amor que Paulo tinha àqueles irmãos.(ver At.20.27,31,33-35)



Diante disso eu tenho duas perguntas – será que honramos nossos líderes como ao Senhor? – será que somos tão prestigiados por nossos liderados? – que o Senhor nos ajude.


* * *






  • Abraço de Pai


“Levantar-me-ei, irei ter com meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. Levantou-se, pois, e foi para seu pai. Estando ele ainda longe, seu pai o viu, encheu-se de compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. Disse-lhe o filho: Pai, pequei conta o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho”. Lucas 15.18-21



Há, esperei com paciência para falar sobre meu abraço favorito descrito na Bíblia, o abraço do Pai perdoador e do filho pródigo.


Esta foi uma parábola proposta por Jesus para demonstrar o desejo do coração de Deus em perdoar e reconciliar-se novamente com o pecador. Este filho havia deixado seu lar e seu pai, e tudo isso por amor ao dinheiro e às coisas que este mundo pode oferecer. Quando percebeu sua pobreza e miséria, disse consigo mesmo: “levantar-me-ei, irei Ter com meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante de ti”.


O encontro desse filho insensato com o pai amoroso nos dá uma visão de como Deus recepciona o pecador arrependido.


É engraçado, que este é o único lugar na Bíblia que encontramos o próprio Deus correndo: “...encheu-se de compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou...”, Isso nos mostra o quanto Deus tem pressa em ter comunhão conosco, o maior desejo do coração desse pai não era perguntar por onde o filho havia andado, ou os porquês de ter ido embora, tampouco questionou sobre o dinheiro. O seu desejo era de abraçar o filho com carinho e neste abraço o pai estava demonstrando o quanto amava aquele filho.


Quantas vezes nos encontramos como este filho - pródigos. E quando caímos em si, nos achegamos a Ele com vergonha e cheios de culpa, mas Ele nos recepciona sem preconceitos, nem condenação dando-nos um abraço terno e singelo, e todo esse amor foge à nossa compreensão. É isso que me faz apaixonar mais e mais por esse Deus.



* * *


  • Abraço de adoração



“E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o adoraram”. Mateus 28.9


Este é o abraço mais esperado por todo verdadeiro Cristão, Todo aquele que foi purificado pelo sangue de Jesus, e que hoje tem eterna gratidão as seu sacrifício no calvário esperam ardentemente este momento, o de dar um forte e duradouro abraço em Jesus, Aleluia! Sem sombra de dúvidas, esta é a minha maior expectativa terrena e eterna, tanto que às vezes fico tentando imaginar como seria meu encontro com o Senhor Jesus. Espero que você também tenha esse mesmo anseio, às vezes me dá uma saudade tão grande que me invade uma gratidão por Ele ser tão misericordioso e amoroso comigo (falo do fundo de meu coração, não me sinto merecedor!), nesse momento me dá uma vontade imensa de ficar frente a frente com o meu SENHOR, olhar em seus olhos e permanecer em silêncio por um tempo, me aproximar dEle e dar um forte abraço.


E eu ainda não sei o que eu diria enquanto o abraçar. Talvez diria algo como: “Obrigado, eu não estaria aqui se não fosse seu sangue” – “Há, que alívio, enfim cheguei, combati o bom combati, acabei a carreira, guardei a fé”. Não sei o que diria, e espero que a graça de Cristo continue sobre minha vida para que eu chegue até lá, mas me atrevo a imaginar que no momento do abraço Ele vai me dizer: “seja bem vindo bendito de meu pai, possui o gozo eterno, que há muito já estava reservado” e nesse momento, vou sentir que Ele estará enxugando de meus olhos toda lágrima” e uma certeza inundará meu coração; a de que ali não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas e dali em diante seria tudo novo, Aleluia!


Hei! – porque você não saia agora da frente deste computador e vá correndo dar um abraço de urso em alguém – talvez alguém esteja precisando!






Poema: O valor de um abraço.

Aproxime-se mais..
Tente sentir do que um abraço é capaz.
Quando bem apertado, ele ampara tristezas, combate incertezas, sustenta lágrimas, põe a nostalgia de lado.
É até capaz de diminuir o medo.
Se for cheio de ternura, ele guarda segredos, e jura cumplicidade.
Um abraço amigo de verdade divide alegrias e fica feliz em comemorar, o que quer que seja..
Abraços são pequenas orações de fé, de força, e energia.
Olhe para o lado:
Há sempre alguém que quer ser abraçado e não tem coragem de dizer.
Abrace-o.
O pior que pode acontecer, é ganhar de volta um sorriso de carinho, ou quem sabe, uma palavra sincera.
Você vai descobrir que ninguém está sozinho
e que a vida, poder ser um eterno céu de primavera.
Aproxime-se mais e tente sentir do que um abraço é capaz.
Autor desconhecido

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatísticas alarmantes sobre o comportamento evangélico

RESILIENCIA - UMA QUALIDADE FUNDAMENTAL NA VIDA CRISTA

Biblia "The Word"